13 benefícios surpreendentes do dente-de-leão

Os benefícios do dente-de-leão para a saúde incluem alívio de distúrbios do fígado, diabetes, distúrbios urinários, icterícia, câncer e anemia.

Publicado em 10 de agosto de 2018 por

Os benefícios do dente-de-leão para a saúde incluem alívio de distúrbios do fígado, diabetes, distúrbios urinários, icterícia, câncer e anemia. Também ajuda na manutenção da saúde dos ossos, cuidados com a pele e perda de peso. Além disso, o dente-de-leão também é conhecido por ajudar a melhorar o apetite, reduzir dores musculares, distúrbios estomacais e ajudar a tratar hematomas.

O que é dente-de-leão?

Dente-de-leão é uma flor, bem como um termo amplo para muitos tipos de flores que são nativas da Europa e da América do Norte. Taraxacum é o grande gênero ao qual essas plantas pertencem. São plantas herbáceas e perenes que crescem muito bem em climas temperados. Eles também se reproduzem de forma rápida e eficaz, por isso é possível cultivar grandes volumes de dentes-de-leão.

Apesar dos benefícios para a saúde, dentes-de-leão são mais populares como plantas ornamentais do que como remédio, porque as flores são muito lindas e são frequentemente vistas em jardins e parques. Em termos de história, acredita-se que a planta tenha evoluído cerca de 30 milhões de anos atrás na Eurásia.

Fatos nutricionais

Dente-de-leão é baixo em calorias e rico em carboidratos e fibras. Contém vitamina A, vitamina B6, vitamina C e vitamina K. Os minerais contidos nele incluem ferro, cálcio, magnésio, potássio e sódio.

Benefícios do dente-de-leão para a saúde

Vamos entender os diferentes benefícios dos dentes-de-leão para a saúde.

Melhora a saúde dos ossos

Dente-de-leão é rico em cálcio e vitamina K, que são essenciais para o crescimento e força dos ossos. Além disso, a planta é rica em antioxidantes como a vitamina C e a luteolina, que protegem os ossos de distúrbios relacionados à idade, como osteoporose e artrite. Esse comprometimento inevitável é muitas vezes devido a radicais livres e é frequentemente visto como fraqueza óssea e diminuição da densidade.

Publicidade

Trata desordens hepáticas

Os antioxidantes como a vitamina C e a luteolina, presentes nos dentes-de-leão, mantêm o fígado funcionando bem. Esses nutrientes também protegem das toxinas e ajudam a tratar a hemorragia no fígado.

Ajuda na digestão

Os suplementos de dente-de-leão ajudam a manter o fluxo adequado da bílis, ao mesmo tempo em que estimulam o fígado e promovem a digestão. Sendo rico em fibras, dentes-de-leão também ajudam a diminuir o risco de dispepsia, diverticulose e síndrome do intestino irritável (SII). A fibra dietética estimula os movimentos saudáveis do intestino adicionando volume às fezes e também reduz as chances de constipação, diarreia e problemas gastrointestinais graves. Dente-de-leão é comumente prescrito para crianças com constipação, porque é relativamente inofensivo para o estômago. Além disso, a planta tem sido usada para estimular o apetite, particularmente após uma cirurgia.

Controla diabetes

O suco de dente-de-leão ajuda os diabéticos, estimulando a produção de insulina pelo pâncreas, regulando assim o nível de açúcar no sangue. Como os dentes-de-leão são de natureza diurética, eles aumentam a urinação, o que ajuda a remover o excesso de açúcar do corpo. Os diabéticos também são propensos a problemas renais, portanto os extratos de dente-de-leão podem ajudar a remover a deposição de açúcar nos rins por meio do aumento da urinação. O suco de dente-de-leão é ligeiramente amargo, o que reduz efetivamente o nível de açúcar no sangue. Um nível de açúcar no sangue regulado e um nível adequado de insulina impedem picos e mergulhos perigosos em diabéticos. Portanto, os extratos de dente-de-leão definitivamente podem ser um alimento excelente para diabéticos!

Trata desordens urinárias

Os extratos de dente-de-leão são altamente diuréticos por natureza, ajudando a eliminar toxinas dos rins e do trato urinário. As propriedades desinfetantes do dente-de-leão também inibem o crescimento microbiano no sistema urinário. De fato, as propriedades diuréticas dos dentes-de-leão são tão fortes que, na França, a flor também é chamada de “pissenlit”, o que significa “urinar na cama”.

Cuidados de pele

A seiva de dente-de-leão, também conhecida como leite de dente-de-leão, é útil no tratamento de doenças de pele causadas por infecções microbianas e fúngicas. Este tratamento deve-se ao fato de que a seiva é altamente alcalina e possui propriedades germicidas, inseticidas e fungicidas. Esta seiva pode ser usada em coceiras, micose, eczemas, contusões e outras doenças da pele, sem o risco de efeitos colaterais ou distúrbios hormonais comumente causados por tratamentos farmacêuticos da pele.

Previne acne

O suco de dente-de-leão é um bom tratamento para acne. Sendo um estimulante, diurético e desintoxicante por natureza, pode ajudar a regular a secreção adequada de hormônios, aumentar a transpiração e ampliar os poros. Todos esses fatores ajudam a facilitar a remoção de toxinas através do suor e da urina. A seiva de dente-de-leão, se aplicada externamente, pode inibir a infecção microbiana e reduzir sinais de acne. Além disso, ela pode acelerar a cicatrização devido a alto teor de vitamina C. Como resultado, as cicatrizes e a inflamação da acne serão menos visíveis.

Perda de peso

Dentes-de-leão provocam urinação e ajudam a perder peso da água sem causar efeitos colaterais. Eles são naturalmente doces e contêm poucas calorias. É por isso que os dentes-de-leão são geralmente usados como adoçantes porque têm poucos açúcares do tipo que pode prejudicar a saúde.

Previne câncer

Extratos de dente-de-leão são ricos em antioxidantes, como vitamina C e luteolina, que reduzem os radicais livres no corpo, reduzindo assim o risco de câncer. A vitamina C também desintoxica o corpo, o que inibe o desenvolvimento de tumores. A luteolina envenena componentes essenciais das células cancerosas quando se liga a elas, tornando-as ineficazes e incapazes de se reproduzir. Essa característica foi demonstrada principalmente com o câncer de próstata, embora a pesquisa ainda esteja em andamento.

Trata a icterícia

Publicidade

Suplementos de dente-de-leão são muito úteis no tratamento da icterícia. Eles promovem a saúde do fígado e regulam a produção de bílis. Com propriedades antioxidantes e desinfetantes, devido à presença de vitamina C e luteolina, os dentes-de-leão também combatem infecções virais. Eles são os mais benéficos quando tomados junto com caldo de cana, uma vez que substituem o açúcar no corpo, que fica significativamente reduzido devido ao impacto do excesso de bile. A falta de açúcar pode causar fadiga e fraqueza, portanto, dentes de leão também ajudam a aumentar seus níveis de energia após a infecção.

Previne problemas de vesícula biliar

As folhas de dente-de-leão são muito eficientes ao estimular uma vesícula biliar lenta, pois ajudam na excreção biliar, o que melhora o metabolismo da gordura. Além disso, a raiz do dente-de-leão pode ajudar a desintoxicar o corpo, removendo o excesso de água e purificando o sangue.

Previne anemia

Dentes-de-leão têm alto teor de ferro, vitaminas e proteínas.  O ferro é parte integrante da hemoglobina no sangue, enquanto a vitamina B e a proteína são essenciais para a formação de glóbulos vermelhos (hemácias) e alguns outros componentes do sangue. Dessa forma, o dente-de-leão pode ajudar pessoas anêmicas a manter sua condição sob controle.

Regula pressão sanguínea

O suco de dente-de-leão, sendo diurético, aumenta a urinação, tanto em quantidade como em frequência. A fibra também é útil na redução do colesterol e, portanto, auxilia no tratamento da hipertensão. O alto teor de potássio em dente-de-leão é muito eficaz na redução da pressão arterial através da substituição do sódio.

Cuidados pré-natais

A vitamina A, encontrada em dentes-de-leão, é um ótimo nutriente para uma futura mamãe. Ela ajuda no terceiro trimestre, pois pode proteger as mulheres grávidas da cegueira noturna.

Como o dente-de-leão pode ser consumido?

Há muitas maneiras de incluir o dente-de-leão em sua dieta, pois ele está disponível em várias formas.

  • Você pode tomar vinho de dente-de-leão, fritar as flores, fazer café do caule, folhas e sementes, e muito mais.
  • O chá da raiz do dente-de-leão é uma ótima bebida se você estiver procurando por uma inovação no seu café da manhã.
  • Você pode usar folhas do dente-de-leão em suas saladas, adicionar alguns nutrientes exclusivos à refeição e também colocá-los em sanduíches no lugar da alface.
  • Folhas do dente de leão também podem ser moídos e transformados em pastos e outros spreads, criando assim um novo sabor!

Efeitos colaterais do dente-de-leão

Há alguns efeitos colaterais de incluir dentes-de-leão em sua dieta. Eles são:

  • Os dentes-de-leão podem ser úteis na redução do açúcar no sangue, mas para pacientes que já tomam moduladores de açúcar no sangue, isso pode resultar em hipoglicemia, uma condição igualmente perigosa.
  • A seiva leitosa do dente-de-leão é conhecida por causar coceira, irritação ou reações alérgicas na pele, e deve ser mantida longe dos olhos.
  • Há um tipo raro de fibra em dentes de leão chamado inulina e algumas pessoas têm uma sensibilidade predisposta ou alergia a ele, o que pode ser bastante grave.
  • É aconselhável que as mulheres grávidas e lactantes não consumam dente-de-leão de forma alguma, pois isso pode levar a efeitos adversos.

Consulte o seu médico antes de adicionar dente-de-leão ou seus suplementos ao seu tratamento normal.

Ao adicionar dentes-de-leão à sua dieta de qualquer forma, comece com pequenas quantidades e monitore de perto a resposta do seu corpo. Se não houver efeitos negativos, fique a vontade para usar essa erva deliciosa em sua dieta e fique mais saudável!

 

Compartilhe a natureza!

Deixe um comentário