Hipoglicemia: conheça tudo sobre essa condição

Hipoglicemia não é considerada uma doença e sim uma condição. Ela é caracterizada por um baixo nível de açúcar no sangue.

Publicado em 14 de novembro de 2018 por

A hipoglicemia não é considerada uma doença e sim uma condição. Ela é caracterizada por um baixo nível de açúcar no sangue. Essa condição causa sintomas como: alteração do estado mental e/ou estimulação do sistema nervoso, convulsões e pode levar a morte.

Geralmente a hipoglicemia está associada ao tratamento de diabetes – é considerada por muitos como efeito colateral do tratamento de diabetes –, mas diversos outros fatores podem levar o indivíduo a desenvolver um quadro hipoglicêmico, como a febre por exemplo.

A taxa de glicose no sangue que define se a pessoa está hipoglicêmica varia, porém, quando está inferior a 70 mg/dl é considerada hipoglicemia. As crises podem ocorrer pouco antes das refeições, nos intervalos entre elas, durante a prática de exercícios físicos, em períodos de jejum ou em momentos de picos de insulina.

Causas

Como dito anteriormente a hipoglicemia ocorre quando o nível de glicose cai, mas o que causa esse déficit? Existem várias razões pelas quais isso pode acontecer, sendo o mais comum o efeito colateral de drogas usadas para o tratamento de diabetes, tendo a insulina como o principal agente causador. Outras causas são:

  1. Remédios: além da insulina, outros medicamentos podem causar hipoglicemia, especialmente em crianças ou em pessoas com insuficiência renal. Um exemplo é o quinina (Qualaquin) que é usado para combater a malária.
  2. Abuso de álcool: o consumo excessivo do álcool sem comer antes pode impedir o fígado de liberar glicose armazenada na corrente sanguínea, causando a condição.
  3. Doenças: doenças graves do fígado como hepatite podem causar hipoglicemia. Doenças renais podem impedir o seu corpo de excretar adequadamente os medicamentos, assim afetando os níveis de glicose devido ao acúmulo desses remédios. A anorexia nervosa pode resultar na depleção de substâncias que o corpo precisa, causando hipoglicemia.
  4. Superprodução de insulina: tumor raro do pâncreas (insulinoma) pode causar superprodução de insulina, resultando em hipoglicemia. Outros tumores podem resultar em produção excessiva de substâncias semelhantes à insulina.
  5. Deficiência hormonal: algumas desordens das glândulas supra-renais e glândula pituitária podem resultar em uma deficiência de hormônios que regulam a produção de glicose. Nesse quadro as crianças são mais propensas que os adultos a terem hipoglicemia.

Sintomas

Na maioria dos casos os sintomas aparecem de maneira súbita, a pessoa sente uma “fome de leão” fadiga, cansaço, sensações de desmaios e outros. Tudo isso porque o nosso corpo e cérebro precisam de suprimentos constantes de glicose para funcionar corretamente, e quando os níveis ficam muito baixos ocorrem os sintomas descritos acima e mais alguns:

  • Palpitações cardíacas;
  • Pele pálida;
  • Ansiedade;
  • Sudorese;
  • Irritabilidade;
  • Sensação de formigamento ao redor da boca;
  • Tremedeira;
  • Suor frio;
  • Impaciência;
  • Visão embaçada;
  • Dor de cabeça;
  • Fraqueza;
  • À medida que a hipoglicemia piora, os sinais e sintomas podem incluir:
  • Perda de consciência;
  • Convulsões;
  • Distúrbios visuais;
  • Confusão mental.

Como prevenir hipoglicemia?

A melhor prevenção que o indivíduo pode fazer é ter pelo menos 5 refeições ao dia, ricas em frutas, verduras, legumes e cereais, exercícios físicos são de extrema importância, pois auxiliam o corpo a liberar glicose de forma mais efetiva e compassada.

Publicidade

Para as pessoas que já apresentaram crises de hipoglicemia

É importante fazer uma refeição antes de dormir, dê preferência para alimentos que contenham carboidratos e proteínas, como leite, pão com presunto, etc.

Fique atento nas atividades físicas, meça a glicemia antes de qualquer atividade física, se hidrate bem e consuma carboidratos extras.

Evite o consumo de álcool, principalmente em jejum.

(o nível de glicose considerado baixo é de 70 mg/dL)

Tratamento natural

Como dito anteriormente, a hipoglicemia ocorre quando o pâncreas produz uma quantidade excessiva de insulina, reduzindo o nível de açúcar no sangue. Além disso priva o cérebro de seu principal combustível, a glicose.

Essa condição afeta principalmente os diabéticos, mas pode atingir qualquer indivíduo de qualquer idade, podendo ser resultado de uma má alimentação, excesso de atividade física e medicamentos. Por essas e outras coisas é de extrema importância tratar essa condição, confira algumas receitas e dicas.

Dica:

Adote uma dieta rica em carboidratos e fibras, como trigo integral, farelo de aveia, feijões e lentilhas. Essa dieta eleva os níveis de glicose e evita as flutuações que podem acarretar na hipoglicemia. Não fique longos períodos sem comer, evite ficar com fome e faça de 5 a 6 refeições por dia!

Chá de alcaçuz com dente de leão

Publicidade

Um bom remédio natural para tratar dessa condição é o chá de alcaçuz, principalmente quando há tontura e fraqueza.

Ingredientes

2 colheres de chá de dente de leão;

2 colheres de chá de alcaçuz;

1 litro de água.

Modo de preparo

Ferva a água e coloque as ervas, deixe descansar por cerca de 15 minutos, coe e beba. É recomendado consumir 3 xícaras deste chá por dia. Pode ser ingerido com algumas bolachas de maisena 😊

Maçã: quer regular os níveis de açúcar no sangue? As maçãs são ricas em cromo e magnésio, sendo que ambos são conhecidos por regular o nível de açúcar no sangue. Duas maçãs devem ser consumidas todos os dias, de preferência após as refeições

Inhame: inhame selvagem é um dos aliados, considerado como uma cura natural. Ele é muito eficaz para baixo nível de açúcar no sangue, uma vez que controla o nível de insulina no corpo. É indicado ferver o inhame em água por uma hora antes de consumir. A raiz em pó pode ser adicionada ao leite!

Bebida curativa ingredientes: 1 dente de alho, 1 maço de espinafre, 1 ramo de aipo, ½ pepino, 2 colheres de sopa de folhas de beterraba picada e 1 colher de sopa de levedura de cerveja. Lave, corte e coloque todos os ingredientes, exceto a levedura de cerveja, em um liquidificador com água suficiente. Bata até que os ingredientes estejam bem misturados e, em seguida, adicione a levedura de cerveja por cima. Este remédio contém espinafre o qual é uma fonte de cromo; mineral que ajuda a regular os efeitos da insulina sobre o metabolismo da glicose.

Nota: vale destacar que os tratamentos aqui informados NÃO substituem o acompanhamento médico. Mulheres grávidas devem tomar cuidado redobrado antes de ingerir qualquer tipo de substância. Consulte um especialista.   

Compartilhe a natureza!

Deixe um comentário