Causas e tratamentos para caspa

Você sabia que o couro cabeludo – assim como a nossa pele – se descama? Pois bem, isso acontece por conta da renovação de suas células.

Publicado em 31 de janeiro de 2018 por

Você sabia que o couro cabeludo – assim como a nossa pele – se descama? Pois bem, isso acontece por conta da renovação de suas células, que dão lugar a um novo tecido. A descamação fina é considerada normal, contudo, quando o indivíduo passa a mão no cabelo e observa muitas escamas esbranquiçadas, isso é caspa (Dermatite Seborreica, uma inflamação do couro cabeludo). 

Existem dois principais tipos de caspa

A caspa seca que se caracteriza por pontos brancos soltos e visíveis.

A capa oleosa, em que o quadro muda: apresenta escamas gordurosas e amareladas que ficam presas à cabeça devido ao excesso de sebo.

Confira abaixo alguns tratamentos naturais para caspa:

Os tratamentos caseiros trazem ótimos resultados e podem ser feitos utilizando algumas plantas medicinais como Aloe vera, Sálvia e sabugueiro – essas plantas em forma de chá e aplicadas diretamente no couro cabeludo são muito eficazes contra esse incômodo problema. Vamos aos tratamentos:

Aloe Vera: sua função é basicamente soltar a caspa do couro cabeludo, facilitando, dessa forma, sua remoção. Usar essa planta é bastante fácil, sendo que basta aplicá-la diretamente na cabeça e deixar descansar por 30 minutos, enxaguando a cabeça com água em seguida.

Sálvia e alecrim: possuem propriedades anti-inflamatórias e antissépticas que ajudam no combate aos fungos causadores da caspa. O indivíduo precisará de apenas 2 colheres de Sálvia, 1 colher de chá de folhas de alecrim e 1 xícara de água fervente. Basta adicionar as folhas em uma xícara com a água fervente, esperar esfriar e espalhar no couro cabelo.

Publicidade

Chá de sabugueiro: suas propriedades atuam na diminuição da inflamação e aliviam a coceira e irritação no couro cabeludo. A receita do chá de sabugueiro é bem simples: junte 2 colheres de folhas de sabugueiro e 250ml de água, coloque a água e as folhas em uma panela por 5 minutos, quando a mistura esfriar, lave a cabeça normalmente e aplique o chá, deixando secar naturalmente.

Creme de Mel com Óleo de coco. Já foi provado cientificamente que o mel de abelha puro tem poder curativo quando aplicado sobre o couro cabeludo, adicionalmente, o óleo de coco tem efeito antifúngico que ajuda na eliminação da caspa e hidrata o escalpo. Fazer essa receita é simples: use uma medida de mel e uma de óleo de coco, misture até ficar homogênea e aplique no cabelo, faça massagem e deixe descansar por 30 minutos. Enxague bem após a pausa. Importante: essa receita é aconselhada apenas às pessoas com caspa seca.

Shampoo caseiro anticaspa de limão

Ingredientes: 250 ml de água, 1/2 xícara de chá de sabão neutro ralado, suco de 1 limão coado e 30g de alecrim.

Modo de preparo: em uma panela, junte a água e o sabão, deixe ferver até que o sabão se dissolva por completo. Desligue e aguarde 15 minutos. Em seguida, adicione o suco de limão e o alecrim, misture bem. Depois de pronto, lave a cabeça normalmente com o shampoo. Importante: essa receita é aconselhada apenas às pessoas com caspa oleosa.

Shampoo anticaspa hidratante de azeite com vinagre de maçã

Ingredientes: 1/3 copo de azeite de oliva, 2 gemas e 1/2 copo de vinagre.

Modo de preparo: bata bem as gemas e misture os outros ingredientes, aplique nos cabelos secos por meia hora e enxague a seguir com bastante água. A aplicação sugerida é de uma vez por semana.

Publicidade

Shampoo anticaspa hidrante de limão e mel

Ingredientes 3/4 de xícara de azeite de oliva, suco de um limão e 1/2 xícara de mel.

Modo de preparo: misture os ingredientes, espalhe pelo cabelo todo com um pente de dentes largos. Envolva a cabeça com um filme pvc e cubra com uma toalha aquecida. Deixe por 15 minutos e enxágue bem, após esse processo, lave normalmente os cabelos. A aplicação sugerida é de duas vezes por semana.

Dica: para evitar caspas, sempre seque bem o cabelo, não deixando ele úmido por muito tempo.

 

Nota: vale destacar que os tratamentos aqui informados NÃO substituem o acompanhamento médico. Mulheres grávidas devem tomar cuidado redobrado antes de ingerir qualquer tipo de substância. Consulte um especialista.   

Compartilhe a natureza!

Deixe um comentário