Borboleta

Os índios veem a borboleta como um símbolo da alegria. Alimentando-se das flores que ajudam a polinizar, elas espalham ainda mais beleza.

Publicado em 18 de janeiro de 2017 por

Borboleta. Animal de poder Símbolo da Mudança, da Alma, da Criatividade, da Liberdade, da Alegria E da Cor

Os índios veem a borboleta como um símbolo da alegria. Alimentando-se das flores que ajudam a polinizar, elas espalham ainda mais beleza.

A borboleta é o símbolo da mudança da alma, da criatividade, da liberdade, da alegria e da cor. Seu poder é o da transformação, da metamorfose e da evolução do espírito. Elas representam o ar, mudando rapidamente e sempre em gracioso movimento. As borboletas são mensageiras do momento e vêm em uma grande variedade de cores. Estudar essas cores pode ajudá-lo a descobrir a mensagem delas para você.

Os olhos das borboletas consistem em milhares de lentes individuais. Isso lhes dá o dom de serem capazes de ver uma única imagem mais detalhadamente. Elas podem perceber os comprimentos da onda ultravioleta na luz, sugerindo habilidades de clarividência para aqueles com este animal de poder. Suas antenas têm pequenos botões em cada extremidade, estes  são usados para ajudar na orientação. Se uma antena estiver faltando, a borboleta voará em círculos, incapaz de encontrar o seu caminho. Se você tem nela uma aliada, precisa permanecer conscientemente conectado ao espírito em todos os momentos para que possa cumprir seus objetivos.

Também  é um símbolo poderoso para aqueles que lhe dão a devida importância diante de uma grande mudança de estado. Caracteriza-se por ser um dos representantes mais inspiradores do mundo animal, sabendo precisamente o tempo para deixar o conforto e a limitação do seu casulo, e para voar livremente no mundo. Frequentemente, não estamos tão certos. O casulo de nossos pensamentos e medos pode ser limitante, sendo também seguro e familiar. Podemos ficar com medo do que está do lado de fora, nos prendendo e nos afastando de nós mesmos, dos nossos sonhos e desejos, dificultanto a conquista de nosso potencial ilimitado.

Isso nos lembra de não levar as coisas muito a sério e nos impele a agir. Também no ensina que o crescimento e a transformação não precisam ser uma experiência traumática; pode ser alegre. Estes animais possuem a capacidade de crescer e mudar, deixando a segurança de seu casulo para descobrir um novo mundo em uma nova forma, sem medo, confiando em suas asas não testadas para voar sem dúvidas em suas mentes. Elas trabalham através de muitos estágios importantes para se tornarem a bela criatura que são. Semelhante à borboleta, nós também estamos sempre caminhando por etapas diferentes, cada uma igualmente vital. Não é bom ficar preso à alguma situação, nem à um estágio.

As quatro fases de seu crescimento são paralelas ao desenvolvimento do nosso pensamento, primeiro se formando para então manifestá-lo no mundo exterior. Podemos aprender como avançar, como crescer e melhorar uma situação, descobrindo em que etapa estamos. O estágio do ovo é o começo, onde uma ideia nasce e ainda não é realidade. O de larva, é quando você – fisicamente – vai começar a sua ideia, geralmente envolvendo preparação e planejamento. O estágio de casulo envolve o desenvolvimento de seus projetos ou talento. Ao final da transformação, o que se deve fazer é sair da crisálida, dando assim, origem à borboleta. Esta última etapa é sobre compartilhar as cores e o êxtase de sua criação com o resto do mundo. Lembre-se de que estamos sempre evoluindo, crescendo e que nos encontramos sempre em algum dos estágios.

Publicidade

Nem toda mudança é deliberada, ou sutil. Pode ter havido coisas acontecendo dentro de você, preparando você para uma mudança – subconscientemente – que você nem mesmo reconheceu. Se você está se sentindo inseguro com algo que está acontecendo em sua vida agora, então olhe para trás, reflita sobre o que tem acontecido em sua vida recentemente ou mesmo sobre o que aconteceu há muito tempo. Alguma vez você já desejou ter um emprego diferente? Mudar de carreira? Você consegue ver em algum nível que seus desejos estão se tornando realidade? Tenho certeza que você vai se lembrar do bom e velho ditado: “tenha cuidado com o que você deseja, você pode acabar conseguindo.”. No que você se concentrar, é certo se manifestará.

A borboleta pode ajudá-lo a ver que sair do casulo de repente abre uma nova porta. Que há poder na confiança e vulnerabilidade. Uma borboleta inexperiente, ainda sem conhecimento de suas habilidades, abre suas asas com segurança e descobre sua delicadeza, que permite seu voo gracioso, sua dança no ar. Quando compreendemos que a transformação pode ser tão natural quanto respirar, quando nós tomamos a dianteira, quando confiamos em nossas próprias asas não testadas para nos apoiar, aprendemos a mensagem da borboleta: a vida em si, é uma dança alegre. A dança nos traz a doçura da vida.

Se um ecossistema torna-se danificado, as borboletas são geralmente as primeiras a saírem, pois são altamente sensíveis à qualquer desarmonia em seu ambiente. Se este animal do poder vai até você e você se encontra doente, machucado ou aprisionado, isso é uma indicação de que deve parar de perturbar o design natural da vida e de fluir com os eventos de uma forma mais suave e natural.

Não devemos ser tão duros conosco, confiando que nossas próprias asas não testadas aguentarão nosso peso. Desta forma, nós recebemos o presente das borboletas: a vida própria extraordinária e surpreendente. Se a borboleta encontrou você, tome nota das questões mais importantes em sua vida e veja o que precisa ser mudado.

Compartilhe a natureza!

Deixe um comentário