11 benefícios impressionantes do milho

Os benefícios do milho para a saúde incluem o controle da diabetes, a prevenção de enfermidades referentes ao coração, redução da hipertensão e prevenção de defeitos do tubo neural em recém-nascidos.

Publicado em 25 de junho de 2017 por

Os benefícios do milho para a saúde incluem o controle da diabetes, a prevenção de enfermidades referentes ao coração, redução da hipertensão e prevenção de defeitos do tubo neural em recém-nascidos. Sendo um dos cereais mais importantes do mundo, é um alimento básico em muitos países africanos e nos Estados Unidos, entre outros.

As sementes do milho são as possuintes da maioria de seus nutrientes e são a parte mais comumente consumida do vegetal. Podem variar em cores e tamanho dependendo de onde forem cultivadas e de qual espécie pertecem. Outra variante genética chamada milho doce contém mais açúcar e seu conteúdo é menos nutritivo.

 

Valor nutricional do milho

   O milho não só provê as calorias necessárias diariamente para um organismo saudável, ele também é uma rica fonte de Vitaminas A, B, E e muitos minerais. Suas altas taxas de fibras desempenham um importante papel no controle de doenças digestivas como constipação e hemorróidas, assim como câncer de cólon. Os antioxidantes presentes em sua composição também agem como agentes anti-cancerígenos e previnem Alzheimer.

 

Benefícios do milho para a saúde

   Este vegetal garante muitos benefícios à saude devido à presença de nutrientes de qualidade em sua composição. Além de ser um componente delicioso em qualquer refeição, é rico em fitoquímicos (substância que lhe confere cor) e fornece proteção contra várias doenças crônicas. Alguns dos benefícios do milho à saúde se encontram listados abaixo:

Publicidade

  • Rica fonte de calorias: como dito antes, é uma boa fonte de calorias, sendo um dos ingredientes mais básicos em consumo por muitas populações. Seu conteúdo calórico é de 342 calorias por 100 gramas, sendo um dos mais altos entre os cereais. Esse é um dos motivos pelo qual o milho frequentemente é convertido em substâncias para ganho rápido de peso. Combinado à sua fácil flexibilidade de condições de crescimento, sua composição calórica é vital para a sobrevivência de dúzias de nações que vivem de agricultura.

  • Reduz o rico de hemorróidas e de câncer de cólon: um copo de milho equivale a 18,4% da necessidade básica diária recomendada para um ser humano. Isso ajuda a aliviar problemas digestivos como a constipação ou hemorróidas, assim como diminui o risco de câncer de cólon devido ao fato de este vegetal ser um grão integral. As fibras por muito tempo têm sido conhecidas como um jeito de reduzir o câncer de cólon, mas existem dados conflitantes e insuficientes referentes ao relacionamento da fibra com a prevenção do câncer, embora o consumo de grãos integrais, em geral, tenha sido comprovado como um meio de reduzir esse risco. Fibras ajudam a melhorar os movimentos do intestino, o que incentiva o movimento peristáltico e até mesmo estimula a produção de suco gástrico e bílis. Também podem adicionar volume a fezes excessivamente soltas, o que reduz a chance de Síndrome de Intestino Irritável e diarréia.

  • Rica fonte de vitaminas: o milho é rico em constituintes da Vitamina B, especialmente tiamina e niacina. A tiamina é essencial à manutenção das funções nervosas e cognitivas. A deficiência de niacina leva à Pelagra; uma doença caracterizada pela diarréia, demência e dermatites que é comumente observada em indivíduos malnutridos. O milho também é uma boa fonte de Ácido Pantotênico, que é uma vitamina essencial para o metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios no corpo. Deficiência de ácido fólico em mulheres grávidas pode levar à fetos abaixo do peso e tem chances de causar defeitos no tubo neural de recém-nascidos. O milho provê uma grande porcentagem de folato requerido diariamente, enquanto que as sementes são ricas em Vitamina E –antioxidante essencial para o crescimento e proteção do corpo contra doenças e enfermidades.

  • Fornece os minerais necessários: por conter abundantes quantidades de minerais, o milho beneficia positivamente o corpo de várias formas. O fósforo, juntamente com o magnésio, zinco, ferro e cobre são encontrados em todas as variedades do vegetal. Também contém traços de minerais como selênio, que é difícil de encontrar na maioria das dietas normais. Fósforo é essencial para a regulação do crescimento e saúde dos ossos e otimização da função renal. Magnésio é necessário para manutenção de índices cardíacos normais e para o aumento da força óssea.

  • Propriedades antioxidantes: de acordo com estudos feitos pela Univerdade de Cornell, o milho é uma rica fonte de antioxidantes que combatem os radicais livres que causam câncer. Ao contrário de como ocorre com muitas outras comidas, cozer o milho-doce aumenta a quantidade de antioxidantes úteis. Além disso, o vegetal possui altas taxas de um composto fenólico chamado Ácido Ferúlico, um anti-cancerígeno que tem sido apontado como um agente altamente efetivo no que se refere à tumores que levam a câncer de mama ou de fígado. Antocianinas, achadas no milho roxo, também agem como eliminadoras de radicais livres causadores de câncer. Os antioxidantes são altamente competentes no que se refere à redução de muitas das mais poderosas formas de câncer devido à sua habilidade de induzir células cancerosas à apoptose, enquanto mantém a saúde de células saudáveis inafetada.

  • Protege o coração: de acordo com pesquisadores, o óleo de milho tem sido apontado como possuinte de efeito anti-aterogênico nos níveis de colsterol, reduzindo, assm, o risco de várias doenças cardíacas. Este óleo, particularmente, é a melhor forma de melhorar a saúde do coração, sendo isso atribuido ao fato de o milho ser uma ótima combinação de ácidos graxos. Isso permite que ácidos graxos como o Omega-3 expulse o colesterol ruim (LDL) e o substitua nos locais de ligação. Isso reduzirá a chance de coágulos arteriais, a pressão sanguínea e a chance de ataque cardíaco e derrame.

  • Previne anemia: o milho ajuda a prevenir a anemia causada pela deficiência de vitaminas. Também possui um nível significante de ferro, que é um dos minerais necessários para formar células vermelhas do sangue; carência de ferro é uma das principais causadoras de anemia.

  • Diminui as taxas de colesterol ruim (LDL): de acordo com o Journal of Nutritional Biochemistry, o consumo de óleo de milho diminui o LDL ao reduzir o índice de absorção de colesterol pelo corpo. Como mencionado anteriormente, essa redução não significa perda de HDL (colesterol “bom”) e pode ter uma grande variedade de efeitos benéficos no corpo, incluindo menores riscos de doenças cardíacas, prevenção de Ateroscleros e eliminação de radicais livres que podem causar câncer.

Publicidade

  • Contém Vitamina A: o milho amarelo é uma rica fonte de beta-caroteno –componente de Vitamina A no corpo –que é essencial para a manutenção da saúde da pele e olhos. Vitamina A em excesso pode ser tóxica ao corpo, dessa forma, obtenção de Vitamina A através de beta-caroteno é ideal, pois o processo ocorre no corpo em medidas exatas. Esta vitamina beneficia a saúde da pele e de membranas mucosas, assim como melhora o sistema imunológico. A quantidade de beta-caroteno que não é convertida em Vitamina A no corpo age como um poderoso antioxidantes, como todos os carotenóides, e pode combater doenças terríveis como as cardíacas e o câncer. Dito isso, fumantes precisam ser cuidadosos no que se refere à suas taxas de beta-caroteno, já que em altas quantidades, pode significar maiores riscos de câncer de pulmão nesse grupo. Enquanto isso, em não fumantes, os riscos de câncer de pulmão são amenizados quando o beta-caroteno se encontra em altas taxas.

  • Controla a diabetes e a hipertensão: nas décadas recentes, o mundo tem parecido sofrer de uma epidemia de diabetes. Ainda que o mecanismo para isso não tenha sido descoberto, geralmente, é relacionado por estudiosos à nutrição. Acredita-se que comer mais frutas e vegetais orgânicos, como milho, reduza os sinais de diabetes. Estudos mostratam que o consumo de sementes de milho é benéfica aos portadores de diabetes melito e é eficaz contra a hipertensão devido à presença de fitoquímicos fenólicos no milho integral. Fitoquímicos podem regular a absorção e a liberação de insulina no corpo, o que pode reduzir a chance de elevações e quedas bruscas de insulina em pacientes diabéticos e ajudá-los a manter um estilo de vida mais normal.

  • Possui benefícios cosméticos: o amido de milho é usado no manufaturamento de muitos produtos cosméticos e também pode ser aplicado topicamente para aliviar irritações e erupções na pele. Produtos à base de milho podem ser usados para subtituir o petrolato cancerígeno contido em vários cosméticos. Os petrolatos utilizados em suas fórmulas frequentemente bloqueiam os poros e tornam as condições da pele muito piores.

Como selecionar e armazenar o milho

O milho se faz muito disponível e comercializado em mercados por todo o mundo. É sempre bom consumi-lo fresco, contudo, congelado também é uma opção. Quando comprar milho fresco, certifique-se de avaliar se a casca não está seca. Também consuma o cereal com apenas alguns dias após a compra para garantir que o sabor se mantenha bom e com poucas alterações. Para armazenar milhos frescos, você pode manter a casca e guardá-los  em lugares apertados no congelador.

 

Compartilhe a natureza!

Deixe um comentário